19/08/2014

Resenha: Torre Invisível - Nils Johson Shelton


Saga: Crônicas do Outro Mundo
Ano de lançamento: 2013
ISBN: 9788580573060
Páginas: 254
Editora: Intrínseca 
Nota: ★★

Artie (Arthur) Kingfisher tem 12 anos e leva uma vida normal, como qualquer garoto. Ele mora com sua irmã mais velha Kay e seu pai Kynder. Artie foi adotado quando era bebê, foi deixado no berço de Kay. Sua mãe adotiva Cassie os deixou quando seus filhos ainda eram pequenos, mas sem deixar nenhum sinal. Artie e sua família são viciados em videogame e Artie ganha um novo jogo chamado "Outro Mundo". 

Nesse jogo ele não é um garoto magrelo e nerd que sofre bullying de um valentão na escola, e sim um guerreiro muito poderoso que foi capaz de matar o mais perigoso dragão do jogo. Apos matar o dragão, Artie entra em um fórum onde ele posta sobre sua conquista e percebe algumas mensagens.

“Arthur. Em uma semana você virá até mim na TI. Você é especial Arthur, e necessito de seus serviços e poder. Espero por você há muito tempo. Seu humilde criado, M.”(pagina 19)

Artie achou tudo maluquice e esqueceu do assunto, mas alguns dias depois sua família viaja para uma competição de videogame de Kay. Infelizmente Kay acaba esquecendo seu controle da sorte personalizado, amigo de Artie indica uma loja chamada Torre Invisível, ele vai até a estranha loja onde o dono é um velho cheio de tatuagens chamado Merlin. 

O velho conta que Artie é o sucessor do famoso rei Arthur e precisa salvar o Outro Mundo de Morgana e a impedir de destruir o mundo real e libertar Merlin de sua prisão na torre. Artie terá que recuperar a espada Excalibur e enfrentar muitos perigos nessa aventura.

Gosto muito da historia do rei Arthur, desde que eu tinha quatro anos as pessoas me contavam a historia sobre ele por causa do meu nome, e quando me conheciam ficavam me chamando de rei, agora da pra perceber porque meu pai me deu o nome de Arthur. 

O livro é uma recontagem do rei Arthur nos dias de hoje com tecnologia e tudo mais, que deu e não deu certo, no começo a leitura estava muito agradável e rápida, mas depois o Nils ferrou tudo, misturando coisas nada ver me deixando muito confuso e não me convencendo. O escritor tinha um ótimo enredo que se perdeu ao andar do livro.

Muitas pessoas achavam que o livro iria ser parecido com Percy Jackson do Rick Riordan, e foram com muita expectativa e acabaram se decepcionado com o livro. Esse livro é mais infanto juvenil, as crianças vão adorar, leia e tenha sua própria opinião.

Siga o Menino Lit

2 comentários: